A Sustentabilidade na fase escolar

As escolas todas passam por momentos MUITO difíceis nessa quarentena. Haja visto o ba-fa-fá que nos encontramos do “Volta às Aulas”!

Não importa se são grandes, médias, de grupos ou familiares, as escolas estão acostumadas a trabalhar a partir de um planejamento de médio a longo prazo. E arranjar novos planos para entrar na rapidamente na era digital, com isso viram seus gastos aumentar e aumentar.

Imagine se você é pai, e de repente veio a pandemia, seu filho(a) veio para dentro de casa, você também, toda a situação da covid-19, muitas perguntas junto: “o que é o coronavírus?”, “Da onde tudo isso veio?”, “mas estão dizendo por aí que nós, seres humanos, é que somos responsáveis por todas essas coisas doidas que acontecem no meio ambiente, isso é verdade?”

Não que isso ajudou a escola que já tem seu plano de sustentabilidade em curso a ter uma mais fácil, pois ela também parou, afinal todos foram acometidos pela mesma realidade, e foram atender as demandas que eram mais urgentes, mas há de se pensar que o trabalho já desenvolvido nesse campo trouxe uma luz, agora, na retomada pensamentos que vão ajudar.

Nessa hora, a escola que já estava com o projeto da Sustentabilidade em andamento, conseguirá pelo menos um pouco, mostrar aos alunos que sim, tudo isso que começamos a viver, foi uma espécie de “cobrança de fatura” do que as gerações passadas fizeram (parte até sem consciência) com o nosso habitat.

Dessa forma, você que coordenador pedagógico ou diretor de escola: considere em seus futuros planejamentos um trabalho de aculturamento da Sustentabilidade. Sabemos que são com pequenas ações que se iniciam mudanças culturais, e assim você atenderá essa demanda dos pais, pois a geração que cresce será mais consciente, ainda mais depois de viver um ano fechada, sem interação com os colegas, sem poder correr solta e sem muita mais!

Tags:
Deixe um Comentário