Mentoria pro bono – um OUTRO modelo de voluntariado!

Meeting of startupers

Hoje vou contar de um novo modelo de voluntariado que, aos poucos, está se consolidando no Brasil, tanto para empresas como para pessoas físicas. Estamos falando da prestação de serviços profissionais voluntários que começa a ser reconhecido no país como uma ferramenta capaz de ser utilizada pelas ONG’s para melhorar sua gestão ou mesmo em pontos específicos como área de Mkt, por exemplo.

Já existem, inclusive, aceleradoras sociais que servem de intermediadoras entre as ONG’s e as pessoas interessadas em participar desses programas de Mentorias.

E é de uma delas que vamos falar: a Phomenta. “Somos um negócio social criado para que empreendedores sociais de ONGs tenham acesso à ferramentas de inovação, empreendedorismo e gestão, vitais para a eficiência, transparência, sustentabilidade econômica e aumento do impacto socioambiental de suas organizações.

Um ecossistema que envolve Fundações e Institutos Empresariais, Empresas e indivíduos em um mesmo propósito: apoiar os empreendedores de ONGs que estão transformando nossa sociedade e planeta”

Essa é a própria definição dada no site, e entre os serviços cobrados prestados e que permite a sustentabilidade financeira do negócio de impacto social (chamados por muito de setor 2.5), estão

1) Diagnóstico de ONG’s,
2) Aceleração Social,
3) Aceleração Corporativa.

No caso para pessoas físicas existe o Programa de Mentoria que se conecta ao item 1 de Diagnóstico de ONG.

Eu, me inscrevi para o programa, e preenchi um formulário onde descrevi minhas qualificações.

Depois recebi uma resposta dizendo ter sido selecionada para o Programa de Mentores 2019 Turma 2 (Criança e Saúde), juntamente com um Dossiê do Diagnóstico da ONG que eu faria a mentoria e suas necessidades.

Os contatos seguintes se deram via whastapp, através dos quais vieram umas perguntas foram feitas, e os direcionamentos foram passados.

Recebi também, por email a orientação de assistir um webinar (esse genérico para todos os participantes) onde são foram feitos esclarecimento de como deve ser base da mentoria, quanto tempo é obrigatório, através de que ferramentas podem ocorrer os encontros virtuais (isso tudo muito abertos e flexível).

A ONG para a qual vou prestar uma mentoria na área em que consideraram que tenho formação mais fundamentada (Comunicação, afinal são 12 anos trabalhando na área) é do Grupo Avathar – Escola A Caminho da Luz, e fica na Cidade Ocidental perto de Brasília, Goias.

Lá as pessoas da comunidade recebem Educação Infantil, Cultura e Esporte para crianças

Formação profissional e oportunidade de geração de renda para jovens e adultos Apoio comunitário, social, saúde para as famílias Orientação Ética e de Cidadania para jovens e crianças

A partir do Diagnóstico de ONG feito pelo PHOMENTA foi percebido que a parte de Comunicação e Marketing da ONG poderia melhorar muito o relacionamento com diferentes públicos-avos como o interno, a comunidade e, também ampliar as parcerias o que, se falando em terceiro setor, é vital.

Já aconteceu a primeira conversa, até agora só via whatsapp mesmo, que a aceleradora orientava ser o mais rápido que as partes pudessem para que houvesse um alinhamento.

Aqui foi muito boa: entendi as necessidades deles, agora estou à espera de um dossiê para trabalhar algumas ferramentas básicas de comunicação que certamente já ajudarão o trabalho deles.

Em próximas publicações conto mais sobre o desenvolver da experiência, mas tenho para mim, que será muito enriquecedora para ambos os lados. Quem sabe até mais para mim mesmo. O que acham?

Clique aqui para ler a parte dois desta história!

Comentários do Blog

[…] Perdeu a primeira parte? Leia aqui! […]

Deixe um Comentário