Como começar no voluntariado. E por onde???

Muitos me perguntam como eu descobri essa veia de 3S, em particular, no voluntariado pois “sentem vontade de ajudar” “em mudanças para o país” , mas “acham tudo tão complicado”, “ou um pouco maçante” e “acabam perdendo o interesse, antes mesmo de começar”.

Resolvi, portanto, passar aqui alguns FATOS sobre realidade do voluntariado que estou a par agora que me aprofundei no assunto e que podem ajudar muitos (como me ajudou) a saber que esse universo existe, é forte, MAS que pode ser muito e muito mais se cada um fizer a sua parte, vamos a eles:

  1. Pesquisas mostram que é uma tendência entre os jovens da Geração Z (pessoas entre 16 e 24 anos) fazer trabalho voluntário. Os dados entre mais de 21 mil pessoas entrevistados mostraram, que quase metade dos jovens brasileiros entrevistados (48%) deseja fazer trabalho voluntário nas férias, e posiciona os jovens do País como a sexta nacionalidade mais engajada nesse sentido. De acordo com o levantamento, 64% jovens brasileiros da Geração Z, o voluntariado deixa a experiência de viagem mais autêntica, já que há a oportunidade de conhecer os moradores locais e sentir que fizeram a diferença para essas pessoas.
  2. A necessidade de se escolher a causa para onde estaremos é muito importante. De o que nos move para fazer o trabalho, de nos dedicar aquelas horas sejam semanais, mensais, por internet, presenciais. Pode ser determinante para conseguir manter nossa motivação nesse tipo de atividade. O IDIS (Instituto de Desenvolvimento do Investimento Social) tem uma ferramenta que é muito bacana para nos ajudar com esse tipo de dúvida, pois ao mesmo tempo que podemos gostar de muita coisa, algo certamente nos atrai de uma forma mais certeira.

    Estou falando do site: https://descubrasuacausa.net.br/home que é um quiz, onde através de perguntas simples você descobre quais são suas prioridades e as causas vinculadas à elas para fazer uma ponte entre você e as OSC do Brasil.
  3. Até muito pouco tempo atrás tinha-se a ideia de que o voluntariado era exclusivo de uma classe mais bem remunerada aqui no Brasil, que era coisa das “senhoras da sociedade”, mas para começar com os jovens da Geração Z podemos iniciar a desmistificação dessa ideia.

    Hoje o voluntariado, está ligado muito mais a uma ideia de mudança, de não estagnação, o momento “mão na massa”. E isso, definitivamente, não depende de que classe social a pessoa é!
  4. Todos que atuam como voluntários sempre respondem que estão recebendo muito mais do que doando, em diversos sentidos. Haja visto que já é uma ação incorporada por muitas empresas que usam do VOLUNTARIADO EMPRESARIAL uma ferramenta de, entre outras coisas, manter seu time unidos e a cultura da empresa valorizada, pois faz diferença hoje em dia trabalhar em um lugar onde sabemos que preserva uma causa, cuida do seu entorno e quer, inclusive que os seus colaboradores a ajudem nisso.

    Nos dias de hoje, isso não tem preço, sendo um programa bem feito, com normas e regras bem definidas, com seus beneficiários recebendo e usufruindo do que foi pensado, faz toda a diferença!

    A plataforma de gestão de voluntariado V2V tem um quiz para ajudar a ver se sua empresa tem potencial de voluntariado: https://v2v.typeform.com/to/VjwqEV
  5. “Já sei minha causa, mas tenho dúvida da idoneidade das OSC que tem por aí” tem muitas pessoas que passam por essa situação, e mesmo para essas a solução é simples: sites como o www.atados.com.br, que são a ponte entre o voluntário e as OSC, pois já fazem todo contato necessário com a ONG garantido o trabalho da mesma e dão a segurança para a sua aproximação. 

Acho que esses caminhos certamente ajudarão, você, que quiser começar pelo voluntariado, e conhecer o que já existe, seja para fazer uma primeira experiência fazendo um em forma de viagem fora do país, seja já ingressando em uma OSC (a antiga ONG), mas o importante é estar disposto(a) a tentar, e se não der certo de primeira: TENTAR DE NOVO, pois só assim alcançaremos sucesso e as mudanças que tanto precisamos!

Deixe um Comentário